Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Civil e processo civil Ação declaratória de exoneração de fiança

Petição - Civil e processo civil - Ação declaratória de exoneração de fiança


 Total de: 15.244 modelos.

 
Ação declaratória de exoneração de fiança.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ..... VARA CÍVEL DA COMARCA DE ....., ESTADO DO .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor

AÇÃO DECLARATÓRIA DE EXONERAÇÃO DE FIANÇA

em face de

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

PREFÁCIO

A ré nomeou como seu bastante procurador o Sr. ...., proprietário da ...., com sede na Rua .... nº ...., na Comarca de ...., onde deixou o imóvel objeto do contrato em anexo para ser locado por aquela imobiliária. Ocorre que o Sr. .... nega-se a fornecer o endereço da proprietária do imóvel.

Diante do exposto, requer-se a Vossa Excelência, seja notificada a imobiliária, na pessoa de seu proprietário e procurador da ré, a fim de fornecer o endereço da mesma para que possa ser regularmente citada da presente ação.

DOS FATOS

Em .... de .... de .... foi assinado um contrato de locação (cópia em anexo) entre a ré (através de seu procurador) e o Sr. ...., com prazo de .... meses. Esse contrato encontra-se atualmente prorrogado por prazo indeterminado, face a renovação do mesmo.

Ocorre que, ora autora, a pedido de seu patrão, quando da assinatura do contrato, concordou em servir de fiadora por um pequeno lapso de tempo, até que este arranjasse outro para substituí-la. Essa substituição não ocorreu.

Em ...., a autora procurou a imobiliária a fim de comunicar que não tinha mais a intenção de prosseguir no contrato como fiadora, quando o mesmo fosse renovado. Em resposta, foi-lhe dito que não poderia mais exonerar-se da fiança e que, não poderia fazer nada para desvincular-se do contrato.

Diante disto, a autora ainda tentou por diversas vezes chegar a um acordo com a imobiliária, a qual, injustificadamente, negava-se a dialogar com a mesma e também, a fornecer o telefone ou o endereço da proprietária do imóvel.

Assim, frustada qualquer possibilidade de acordo, ante as negativas constantes por parte da imobiliária, é que se propõe a presente ação.

DO DIREITO

Reza o artigo 835 do Código Civil:

"Art. 835. O fiador poderá exonerar-se da fiança que tiver assinado sem limitação de tempo, sempre que lhe convier, ficando, porém, obrigado por todos os efeitos da fiança, durante 60 (sessenta) dias após a notificação do credor.."

O dispositivo em questão é claro, ao conceder ao fiador a faculdade de exonerar-se da fiança sempre que assim lhe aprouver, quando a mesma for assinada sem limitação de tempo.

Inobstante exista no contrato cláusula .... estipulando renúncia à "faculdade prevista no art. 1.500 do Código Civil", essa deve ser considerada como nula.

A natureza desse artigo é de norma de ordem pública, prevendo ainda a possibilidade de exoneração de fiança mediante ação própria. Qualquer renúncia ao estipulado neste artigo implica numa desistência prévia ao direito de ação, o que é antijurídico e vetado constitucionalmente.

Portanto, o artigo 835 Código Civil é perfeitamente aplicável ao caso em questão: a autora assinou contrato de locação como fiadora, sendo que, atualmente, este contrato está prorrogado por prazo indeterminado.

Acrescente-se que também não é vantajoso para a ré que a autora continue como fiadora no contrato em questão. A autora percebe cerca de .... salários mínimos por mês, com os quais paga aluguel da casa onde mora e sustenta .... filhos menores. Também não possui qualquer bem de valor que possa servir como garantia de uma eventual dívida oriunda do contrato de locação.

Ressalte-se que, neste mesmo contrato, outras pessoas estão funcionando como fiadoras.

Frustradas todas as tentativas amigáveis para a exoneração pretendida, cabe à autora a propositura da ação própria, que no entender da maioria da doutrina é a declaratória, onde o credor terá oportunidade de falar acerca da pretensão do fiador.

Quanto ao momento em que cessarão os efeitos da fiança, a jurisprudência e a doutrina entendem perfeitamente possível e sábio, que da intimação ao credor da sentença seja fixada a citação como o momento em que o fiador se exonerará da obrigação assumida. Assim, foi o voto vencedor do Ministro Orozimbo Nonato em processo em que se pleiteava a desoneração de fiança (Revista Forense, Vol. 67/342):

Ainda, Osvaldo Adalberto Guimarães, em texto publicado na RT 93/421, conclui que:

"... deve o fiador pleitear que o juiz fixe na sentença, como prazo extintivo de suas obrigações, a data da intimação do credor.
Destarte, de certo modo, conciliam-se as duas correntes. A exoneração é dada por sentença, em processo próprio. Mas, nada obsta, e pelo contrário é justo e perfeitamente jurídico, que seja fixada a data da exoneração pela ciência do credor."

DOS PEDIDOS

Diante do exposto, requer-se a Vossa Excelência:

a) os benefícios da justiça gratuita com fulcro na Lei nº 1.060/50 e artigo 5º, inciso LXXIV, da Constituição Federal, por ser a requerente pessoa economicamente carente, não podendo arcar com as custas processuais e honorários advocatícios sem prejuízo de seu próprio sustento e de seus filhos;

b) a notificação da .... para que forneça o endereço da ré e proceda a citação, requerendo apresente contestação no prazo legal, sob pena de revelia;

c) a produção de todos os meios de prova em direito admitidos;

d) seja julgado procedente o presente pedido, declarando-se a autora exonerada da fiança que assinou, desde o momento da citação da ré;

e) a condenação da ré ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios.

Dá-se à causa o valor de R$ ......

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Civil e processo civil
Contestação de ação de reparação de danos
Embargos de declaração de indenização
Ação de consignação em pagamento referente à contrato de financiamento imobiliário
Ação de execução proposta pelo ministério público sobre dívida ativa da união
Ação de suprimento judicial
Alegações finais pelo réu em ação de indenização por atropelamento e falecimento de pessoa
Contestação em que a ré, instituição financeira alega não utilizar de anatocismo
Ação de petição de alimentos consistente em usufruto de bem imóvel
Seguradora de veículo propõe ação de indenização contra causador de acidente em razão da sub-roga
Pedido de concessão de prazo para pagamento de dívida rural contraída através de cédula pignoratí
Alvará judicial de poupança de menor
Contestação à ação de revisional de contrato