Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Civil e processo civil Medida cautelar de seqüestro referente a débito garantido por carta de fiança assinada pelo réu, ora contestante

Petição - Civil e processo civil - Medida cautelar de seqüestro referente a débito garantido por carta de fiança assinada pelo réu, ora contestante


 Total de: 15.244 modelos.

 
Medida cautelar de seqüestro referente a débito garantido por carta de fiança assinada pelo réu, ora contestante.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ..... VARA CÍVEL DA COMARCA DE ....., ESTADO DO .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência apresentar

CONTESTAÇÃO

à medida cautelar de seqüestro interposta por ....., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o n.º ....., com sede na Rua ....., n.º ....., Bairro ......, Cidade ....., Estado ....., CEP ....., representada neste ato por seu (sua) sócio(a) gerente Sr. (a). ....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG nº ..... e do CPF n.º ....., pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

DOS FATOS

O Autor ingressou perante o RR. Juízo da .... Vara Cível desta ...., com uma medida cautelar de seqüestro alegando em síntese que é credor da ré/contestante, por Carta de Fiança assinada por este em benefício de .... empresa da qual a ré é sócia-gerente.

Que, desde .../.../... o autor tenta receber dívida, oriunda de desconto de duplicatas para capital de giro, conforme documentos que instruem a peça inaugural, sem sucesso.

Que, a dívida representa atualmente R$ .... aproximadamente.

Ocorre que, em .../.../..., o Banco autor recebeu ordem de pagamento em favor da ré, no valor de R$ .... valor este que poderia liquidar parcialmente o débito.

Que, o autor desconhece a existência de bens da ré ou de sua empresa que possam ser penhorados.

Que, a penhora sobre o valor recebido em Ordem de Pagamento pode constituir-se no único meio de recebimento, ainda que parcial, do débito da ré, que insiste em sacar todo o valor recebido, sem qualquer satisfação quanto à dívida.

Que, a presente medida não deverá prosperar por seus próprios fundamentos, de vez que representa sem dúvida nenhuma uma apropriação indébita do valor depositado na conta da ré/contestante, haja visto que não existe qualquer autorização para débito em conta corrente de qualquer natureza.

Que, não existe também qualquer mandado de penhora contra a pessoa da ré/contestante.

Que, o débito alegado contra firma ...., não corresponde a realidade, e nem tampouco foi executado.

Que, o numerário depositado na conta da ré/contestante, como aliás será demonstrado na dilação probatória, pertence ao seu irmão, e teve sua origem em ordem de pagamento proveniente da cidade de ..., cujo numerário se destinava a tratamento de saúde de seu pai.

Que, a ré/contestante aforou perante o r. Juízo da .... Vara Federal, no dia ... do ano passado, uma medida cautelar inominada, contra o autor, cujos autos mereceram o número ....

Que, por lapso de distribuição foi endereçado o pedido a Vara Federal, desse modo constatada a incompetência daquele Juízo, foi declinado para o r. Juízo da .... Vara Cível desta ...., Autos n° ....

DO DIREITO

Na medida cautelar inominada em tela, a ré/contestante alude que é titular da conta corrente sob n° .... do Banco .... Agência .... desta Capital. (doc. anexo).

A ré/contestante não possui nenhum débito junto àquela Agência do Banco .... em nome de sua pessoa física.

A ré/contestante por intermédio de seu companheiro Sr. ...., no dia .../.../.... endereçou a Superintendência do Banco ...., no Estado do Paraná, esclarecendo a origem da ordem de pagamento e solicitando sua liberação, sem obter êxito.

Enfim, a presente medida deverá ser julgada improcedente, pois não encontra amparo legal.

DOS PEDIDOS

Nestas condições, contestando em resposta todos os itens da inicial, requer juntada desta aos autos, para uma vez provada, ser julgada improcedente a presente medida cautelar de seqüestro, com a condenação do Autor, nas custas processuais, honorários advocatícios e nas demais cominações legais.

Requer outrossim, seja revogada a liminar concedida, a fim de que o dinheiro bloqueado seja liberado imediatamente em favor da ré/contestante como de direito.

Protesta-se pela produção oportuna, de todo gênero de provas em direito admitidas, especialmente prova documental, testemunhal, pericial e as demais se necessárias.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Civil e processo civil
Trata-se de contestação apresentada pelo banco declarando que cancelou o financiamento devido à i
Ação de indenização por danos morais e materiais, face à atropelamento que levou a vítima a óbito
Ação de indenização por danos materiais causados por animal
Ação de consignação em pagamento, ante dúvida existente quanto ao real beneficiário de seguro de
Contestação à ação de anulação de ato jurídico, na qual o corretor de imóveis alega inexistência
Conversão de separação em divórcio em distribuição por dependência
Medida cautelar de sustação de registro de novas transações e de conservação do bem
Registro de penhora
Ação de indenização de manifestação sobre esclarecimentos do perito
Interposição de ação declaratória de ausência
Escusação apresentada pelo curador nomeado
Pedido de preferência de julgamento