Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Civil e processo civil Ação de indenização onde o requerente teve seus bens quebrados no guarda volume do supermercado

Petição - Civil e processo civil - Ação de indenização onde o requerente teve seus bens quebrados no guarda volume do supermercado


 Total de: 15.244 modelos.

 
Ação de indenização onde o requerente teve seus bens quebrados no guarda volume do supermercado.

 

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da __ Vara Cível da Comarca de [especificar]

_________________, ________, _________, _________, residente e domiciliado ____________, portador da Cédula de Identidade RG ___ e inscrito no CPF ___ através de seu advogado, infra assinado, vem mui respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, propor a presente AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS contra ___________________, CNPJ ______________, IE _________________, _________________, pelos fatos e fundamentos a seguir expostos:


DOS FATOS

1. Em _________ por volta das _______ o Autor dirigiu-se ao estabelecimento-Réu com objetivo de comprar itens alimentícios e de higiene.

2. Ao adentrar a loja de propriedade do Réu, o Autor foi informado por uma funcionária que deveria deixar a sacola que carregava consigo no "balcão de pertences", pois nenhum cliente poderia fazer compras portando objeto passível de esconder algum produto em seu interior.

3. O Autor foi até ao "balcão de pertences" e ali deixou suas sacolas, para o que recebeu um número que correspondia a prateleira em que os objetos ficariam acondicionados, e que deveria ser devolvido à funcionária para retirada dos bens.

4. Efetuados os trâmites necessários o Autor foi às compras.

5. O fato é que após ter adquirido tudo o que necessitava e tendo pago pelos produtos, o Autor retornou ao balcão em que havia deixado suas sacolas e entregou o número que recebera da funcionária, porém, para seu espanto, percebeu que as peças de porcelana que estavam embrulhadas dentro da sacola estavam completamente quebradas.

6. Logo que desembrulhou as peças, comunicou o Autor à funcionária, que as peças estavam em perfeita situação quando ali foram depositadas e que algo ocorreu para que elas se encontrassem nessa atual situação.

7. Desinteressada no protesto do Autor, a funcionária alegou que nada havia ocorrido, já que a única coisa que ela fez foi guardar as sacolas da forma que lhe foram entregues.

DO DIREITO

Estabelece o artigo 627 do Código Civil que ocorre um contrato de depósito quando recebe o depositário um objeto móvel, para guardar, até que o depositante o reclame. Conforme o ocorrido com o autor, que ao ser inquirido entregou seus pertences para um depósito voluntário, ao depositário, o Réu.

É certo que o Réu ao obrigar o Autor a deixar seus pertences sob seus cuidados para que tivesse acesso às dependências do supermercado, assumiu, naquele momento, a condição de depositário do bem, devendo proteger e conservar o objeto, devolvendo-o ao consumidor quando instado a fazê-lo, nas mesmas condições em que o recebeu.

Dispõe o artigo 629 também do Código Civil, que "o depositário é obrigado a ter na guarda e conservação da coisa depositada o cuidado e diligência que costuma com o que lhe pertence, bem como a restituí-la, com todos os frutos e acrescidos, quando o exija o depositante".

Dispõe por sua vez, o art. 186, do Código Civil: "Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito".

E assim sendo, de acordo com o art. 927 do Código Civil "Aquele que, por ato ilícito causar dano a outrem, fica obrigado a repará-lo". Cabe atentar que o contrato de depósito é um contrato gratuito, que não requer do depositante retribuição alguma, salvo se houver disposição em contrário, a qual não ocorreu.

A culpa do Réu no evento danoso decorre de culpa aquiliana in vigilando, tendo por base o art. 186 do Código Civil, por ter o Réu agido com negligência, causando por sua culpa exclusiva o extravio do objeto, ocasionando o dano material experimentado pelo Autor, estando, conseqüentemente, obrigado a indenizá-lo.

Neste sentido, ______________.

DO PEDIDO

Em face do exposto, requer a Vossa Excelência seja determinada a citação do Réu para comparecer à audiência a ser designada e, querendo, oferecer sua contestação na fase processual oportuna, sob pena de revelia, confissão ficta da matéria de fato e julgamento antecipado da lide, esperando ao final seja julgado procedente o pedido para, conseqüentemente, condenar o Réu a indenizar ao Autor os danos materiais sofridos no montante de R$ ______ _____, conforme nota fiscal de novas peças adunada à presente, valor esse a ser atualizado monetariamente a partir da citação do Réu.

Em especificação de provas, requer o depoimento pessoal das partes, sob pena de confesso, bem como a oitiva das testemunhas abaixo arroladas, devendo todas serem intimadas a comparecer.

Dá à presente ação o valor de R$ _______________.

Nesses Termos,
Pede Deferimento

Local, [Dia] de [Mês] de [Ano].

Assinatura do Advogado
_________________
OAB _____________




Rol de Testemunhas:
1. [especificar]
2. [especificar]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Civil e processo civil
Ação de indenização por danos morais, em face de troca de bebês na maternidade
Pedido de instauração de inquérito policial, em face de alegação do réu de furto dos autos em sua
Embargos à arrematação de nulidade da avaliação
Contestação e pedido de indenização
Embargos infringentes, ante a extinção do recurso de apelação sem julgamento do mérito
Impugnação à contestação, sob alegação de inadimplemento contratual do réu
Contra-razões de recurso adesivo, alegando-se o incabimento do apelo por falta de sucumbência rec
Contestação aos embargos de terceiro, na qual o embargado alega que houve fraude à execução
Ação de execução para entrega de coisa certa (02)
Arrecadação de bens de devedor insolvente
Ação de revogação de mandato outorgado para a alienação de veículo
Interposição de agravo de instrumento ante decisão que denegou liminar em medida de arresto