Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Civil e processo civil Ação de indenização de ato ilícito

Petição - Civil e processo civil - Ação de indenização de ato ilícito


 Total de: 15.244 modelos.

 

MEMORIAIS - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO DE ATO ILÍCITO

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ___ª VARA CÍVEL.

COMARCA DE ___________ - ___

Processo nº

___________, por seu procurador, nos autos da ação de Indenização por ato ilícito autuada sob nº ___________, movido contra ___________ LTDA., e o Denunciado à Lide BANCO ___________ S/A, respeitosamente, vem a presença de V. Exª. apresentar MEMORIAIS, o que se faz pelos fatos e fundamentos abaixo aduzidos.

- DA PROVA PRODUZIDA -

Em sede de memoriais faz-se necessário a reavaliação da prova produzida nos autos, a fim de reforçar as idéias já lançadas e possibilitar ao julgador proferir uma sentença adequada e dentro dos limites da lide.

Pois bem, a presente demanda tem o objetivo claro de obter uma justa indenização pela ilicitude praticada pelos Réus, quando do protesto de seu nome por força de um título já pago (fls. ___) e a conseqüente inscrição do nome do Autor junto ao SERASA (fls. ___).

A prova produzida no sentido do pagamento do título é incontroversa, tanto que o próprio Réu ___________ informa haver recebido o crédito.

Tal Réu atribuiu a responsabilidade pelo protesto ao denunciado à lide Banco ___________ S/A.

Ademais, também é cabal a prova do protesto do título e conseqüente inscrição do nome do Autor junto ao SERASA, o que também não é negado pelos Réus.

Em audiência de instrução e julgamento realizada em __/04/20__, ficou demonstrado o abalo psíquico a que foi submetido o Autor em face do protesto indevido de título e inscrição de seu nome perante o SERASA.

- DO DIREITO -

Já consagrado na doutrina que a essência do dano moral é a honra. Princípio que inclusive é reproduzido em nossa Constituição Federal, art. 5º, X.

A Constituição Federal de 1988, no art. 5º, X, assegura o direito à indenização pelo dano moral decorrente da violação da intimidade, da vida privada, da honra e da imagem das pessoas.

Torna-se claro, portanto, que qualquer pessoa faz jus à justa indenização por dano moral sempre que o seu bom nome, credibilidade ou imagem forem atingidos por algum ato ilícito.

Este, inclusive, é o posicionamento da remansosa jurisprudência pátria, o qual, verifica-se nos acórdãos abaixo citados:

RESPONSABILIDADE CIVIL. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. PROTESTO INDEVIDO DE TÍTULO. ABALO CONFIGURADO. CULPA CONCORRENTE. ARBITRAMENTO DO "QUANTUM" INDENIZATÓRIO.

Manter protesto de título de dívida já paga, embora tenha o devedor efetuado o pagamento com atraso, constitui ato ilícito, ensejador de indenização por dano moral. O causador do ato impugnável deve ser compelido ao pagamento de quantia capaz de efetivamente representar um desfalque em seu patrimônio, ao efeito de desestimular a reincidência, pois, ao fixar o valor meramente simbólico, corre-se o risco de que a condenação sirva apenas como advertência.

Apelo provido, em parte.

(Apelação Cível nº 597219161, 3ª Câmara Cível do TJRS, Pelotas, Rel. Des. José Carlos Teixeira Giorgis. j. 23.04.1998).

RESPONSABILIDADE CIVIL. INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL. PROTESTO DE TÍTULO.

A responsabilidade decorre do protesto indevido, levado a efeito após o pagamento do título, inocorrendo qualquer causa excludente do ato ilícito. Fixação do quantum de modo a ressarcir o prejuízo moral da vítima e inibir a conduta culposa do infrator.

Apelo da autora provido e da ré improvida.

(Apelação Cível nº 597014117, 1ª Câmara Cível do TJRS, Porto Alegre, Relª. Desª. Elaine Harzheim Macedo. j. 25.03.1998).

INDENIZATÓRIA. DANO MORAL. PROTESTO INDEVIDO DE TÍTULO CAMBIAL.

O protesto indevido de título provoca, naturalmente, agravo a honra, seja pessoa física ou jurídica, e prejuízo ao seu crédito, sendo aceitável a indenização por danos morais daí decorrentes. A lavratura de protesto gera, inegavelmente, o abalo do crédito e causa, a pessoa honesta e que tem um nome a zelar em função de sua imagem, ainda mais em se tratando de comerciante que depende sobremaneira do crédito, forte abalo moral, cuja reparação se converte pela fixação de um valor monetário correspondente.

(Apelação Cível nº 598075802, 5ª Câmara Cível do TJRS, Lajeado, Rel. Des. Clarindo Favretto. j. 25.06.1998).

APELAÇÃO CÍVEL. RESPONSABILIDADE CIVIL. DANO MORAL. PROTESTO INDEVIDO.

Merece reparação o notório dano decorrente de indevido protesto. Denunciação da lide que se rejeita. Sentença parcialmente reformada, por maioria.

(Apelação Cível nº 598046191, 6ª Câmara Cível do TJRS, Bagé, Rel. Des. Antônio Janyr Dall'agnol Júnior. j. 16.12.1998).

DANO MORAL. PROTESTO DE TÍTULO JÁ LIQUIDADO PELO SACADO.

Sendo indevido o protesto, o dano moral é presumido, cabendo a indenização.

FIXAÇÃO DO VALOR DE INDENIZAÇÃO. CRITÉRIOS. PRECLUSÃO CONSUMATIVA. Por força do art. 511, CPC, o recolhimento das custas deve ocorrer até a data de interposição do recurso.

(Apelação Cível nº 598508646, 10ª Câmara Cível do TJRS, Três Passos, Rel. Des. Paulo Antônio Kretzmann. j. 25.02.1999).

RESPONSABILIDADE CIVIL. TÍTULO DE CRÉDITO. PAGAMENTO COM ATRASO. APRESENTAÇÃO PARA APONTE APÓS QUITAÇÃO. NEGLIGÊNCIA DO APRESENTANTE.

A empresa que envia a aponte título representativo de dívida já quitada cria a situação de perigo e responde pelo dano moral causado ao consumidor.

PROTESTO INDEVIDO. DANO MORAL. Prescindibilidade de prova do efetivo prejuízo. Em matéria de protesto, o dano moral esta 'in re ipsa', prescindindo de prova de efetivo prejuízo. Sentença mantida. (6 fls.)

(Apelação Cível nº 70001058478, 9ª Câmara Cível do TJRS, Santa Cruz do Sul, Relª. Desª. Mara Larsen Chechi. j. 25.10.2000).

- DA INDENIZAÇÃO -

A indenização por dano moral tem conteúdo reparatório, mas não deixa de revestir-se de teor punitivo, de forma que as pessoas naturais não podem ficar desprotegidas relativamente aos ataques que possam sofrer em sua reputação, bom nome ou outro direito congênere aos ditos personalíssimos.

No caso em tela ficou provado, de forma cabal, que o protesto lavrado contra o Autor é indevido e além disto abusivo, eis que a Ré ____________, já havia recebido a totalidade de seu crédito.

Porém, os Réus nada fizeram. Por esta inércia é que os Réus devem ser condenados a indenizar o Autor, pois possuíam todos os meios para desistir do aponte do título e por conseqüência sustar o protesto.

Portanto, deve o valor da indenização atender tanto ao caráter inibitório-punitivo como reparatório-compensatório, revestindo-se em verdadeira advertência ao lesante e à sociedade de que não se aceita o comportamento assumido, ou o evento lesivo.

Deve refletir-se de modo expressivo no patrimônio do lesante, a fim de que sinta, efetivamente, a resposta da ordem jurídica aos efeitos do resultado lesivo por ele produzido.

DIANTE DO EXPOSTO, reiterando todos os termos da inicial, REQUER a total procedência da presente demanda, condenando-se os Réus a indenizar o autor de forma justa e em valores a serem arbitrados por V. Exª, atentando-se ao caráter inibitório-punitivo e reparatório-compensatório da indenização, além de custas processuais e honorários advocatícios.

N. T.

P. Deferimento.

____________, ___ de ____________ de 20__.

Pp. ____________

OAB/


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Civil e processo civil
Interposição de recurso especial ante à dissídio jurisprudencial, uma vez que não á pacífico o en
Pedido de pagamento das custas processuais
Pedido de liberação de hipoteca
Ação monitória de provas a produzir
Impugnação à contestação, reiterando-se pedido de indenização por danos materiais
Anulação de ato jurídico pois imóvel foi transferido para outra pessoa
Interposição de medida cautelar inominada para retirada do nome de empresa de cadastro de inadimp
Contestação de ação de reintegração de posse de imóvel urbano
Composição de lide
Ação de evicção, em face de venda de imóvel declarada nula, por ser fraude à execução
Pedido de indenização em face de ex-locatário que deixou o imóvel em péssimo estado
Interpelação judicial em face de mora em contrato de mútuo