Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Civil e processo civil Ação de cobrança de taxas condominiais

Petição - Civil e processo civil - Ação de cobrança de taxas condominiais


 Total de: 15.244 modelos.

 

AÇÃO DE COBRANÇA DE TAXAS CONDOMINIAIS - CONTESTAÇÃO

EXMO. SR. DR. JUIZ DA ____ª VARA CÍVEL

COMARCA DE ____________ - UF

____________ (nome da ré, qualificação e endereço), por seus procuradores firmatários, "ut" instrumento de mandato incluso, com escritório profissional nesta cidade, na Rua ____________, onde recebem intimações, vêm respeitosamente à presença de Vossa Excelência, para, no prazo previsto em lei, apresentar

CONTESTAÇÃO à Ação de Cobrança, movida por

____________ (nome do autor), já qualificado, dizendo e requerendo o quanto segue:

A pretensão esboçada temerariamente pelo Condomínio Autor, conforme se passa a demonstrar, não pode ser acolhida, senão vejamos:

Condomínio ____________ propõe ação de conhecimento, sob o rito sumário, para cobrança de despesas condominiais, as quais não traz aos autos demonstrativo ou a origem dos gastos; apresenta tão-somente valores que julga serem devidos.

Há muito tempo vem a Demandada requerendo a apresentação discriminada dos gastos efetuados pelo "condomínio", porém, todas as tentativas, foram infrutíferas.

Os documentos de fls., ao contrário do exposto pelo autor, não implicam nem explicam a demanda ou qualquer outra forma de aceitação tácita das disposições avençadas pelos demais moradores do "condomínio", porque inexiste assinatura do réu em qualquer um deles. Ademais, a Ata de Assembléia nº ____ não apresenta claramente os moradores que assinaram de próprio punho.

Por certo, também não se pode aduzir que os moradores do "condomínio" não possam ratear despesas efetuadas com prévia anuência de todos, porém àqueles que se interessarem em promover benefícios ao seu bem estar individual, deve suportar às suas expensas.

Após um longo período de indagações sem respostas, por meios próprios, consegui a Demandada uma relatório de despesas mensais do Condomínio, referente ao mês de _______ (doc. em apenso). Qual foi sua surpresa ao saber que entre os valores encontra-se o rateio de água quente e excesso de água.

Se a Demandada usufruísse, em tese, os benefícios trazidos pelo "condomínio", nada mais justo e moral que contribuísse de acordo com a parcela de seu gozo. Ocorre que o seu imóvel encontra-se inacabado, nem estando em obras, razão pela qual não pode o Condomínio almejar ou impor o pagamento de despesas como excesso de água, água quente, gás, etc...

Se a cobrança de água quente ocorre mensalmente, supõe que nos meses anteriores também está sendo auferida. É sabido que em condições iguais a da Demandada, ou seja, sempre que na parte interior do imóvel não comporta a utilização dessas prerrogativas, o SERVIÇO DE CONSUMO não se afigura.

Com efeito, o valor das despesas do condomínio para sua cobrança, também, exige alguns pressupostos que precisam ser atendidos para configurar a sua exigibilidade.

A legitimidade da despesa condominial, para ser exigida do condômino, carece de concordância da coletividade condominial através de deliberação em assembléia, sendo mister a comprovação real e efetiva do valor devido.

É indispensável que seja apresentada uma planilha discriminada de todas as despesas pagas, as quais deveriam ser indicadas e aprovadas em assembléia dos condôminos, conforme dispõe o art. 24 da Lei 4.591/64, o que não se verifica nos autos. Ao contrário do que dispõe a lei, está sendo cobrado da Demandada, o valor referente mês de julho, o qual encontra-se pago, consoante recibo que ora se apensa.

Nesse sentido, não traz o Autor, aos autos, a documentação necessária à apreciação da matéria. No caso, o Condomínio autor não traz aos autos sequer a aprovação das contas no período em que está incluído o débito condominial cobrado. Razão pela qual é CARECEDOR DE AÇÃO.

Por fim, IMPUGNA todos os argumentos expendidos na inicial, por se encontrarem desprovidos de fundamentos ou provas que sustentassem as razões do Autor no que diz respeito a presente postulação.

Diante do Exposto, REQUER:

a) A improcedência da ação, temerariamente interposta, em todos seus termos, com a condenação do Demandante nas custas judiciais e honorários advocatícios da demandada;

b) Seja apresentado, pelo Autor, uma planilha de gastos pormenorizados e seus devidos comprovantes, referente ao meses que estão sendo cobrados, a fim de que possibilite perícia técnica-contábil, visando o levantamento completo de todos os gastos com o fim de apurar os que são de competência da Demandada.;

c) o deferimento de todos os meios de prova em direito admitidos, sem exceção, principalmente pelo Depoimento pessoal do Representante Legal do Autor, que desde já o requer;

d) Assim não entendendo, requer seja, deferido e efetuado Inspeção Judicial, como forma de comprovar a inabitabilidade do imóvel da Demandada

N. Termos

P. Juntada e Deferimento

____________, ___ de __________ de 20__.

____________

Nº OAB/


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Civil e processo civil
Ação de prestação de contas de inventariante
Contestação do litis denunciado em ação de indenização por evicção
Ação cautelar para anulação de leilão de imóvel financiado pelo SFH
Contestação à ação de busca e apreensão, requerendo-se a revogação da liminar
Ação monitória proposta pelo ECAD, em face de execução desautorizada de obras musicais em estabel
Hipótese de não haver acordo quanto à nomeação do árbitro
Requerimento de prestação de contas acerca de valores indevidos lançados em conta-corrente
Exceção de incompetência territorial
Ação de prestação de contas para requerimento de perícia
Objetos deixados em pensão
Pedido de reintegração de posse de veículo, em decorrência de inadimplemento contratual
Ação popular de compra irregular de imóvel