Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Imóveis - Na hora de pintar a casa, escolha produtos certos e economize 

Data: 27/07/2007

 
 
Foi-se o tempo em que, para se pintar uma casa, era preciso gastar muito dinheiro com profissionais especializados e tintas fabricadas por multinacionais. O mercado de tintas evoluiu muito ao longo dos anos, e várias novidades foram criadas para que o consumidor economize na hora de mudar as paredes de sua casa. No entanto, além da economia em produtos, algumas atitudes podem ajudar a reduzir ainda mais os custos.

"A principal economia que se pode fazer na hora de pintar é evitar o retrabalho, ou seja, usar produtos de boa qualidade, rendimento e durabilidade para que não seja preciso pintar tudo novamente em um curto espaço de tempo", garante Artur Bottura, gerente de produtos da loja Tintas São Caetano.

Bottura garante ainda que na hora de escolher o produto também é possível economizar, sem perder qualidade: "Atualmente temos tintas 100% nacionais de linha econômica, tão boas quanto as de primeira linha, das famosas tintas de multinacionais. Para se ter idéia, uma lata de tinta de 18 litros de marca famosa custa R$ 130, enquanto a nacional sai por R$ 94, o que garante ao consumidor uma economia de, em média, 27,5%. O problema é que muitas pessoas ainda se preocupam mais com o nome do produto do que com a qualidade em si".

Novidades
Alguns novos produtos também ajudam a economizar, como é o caso das chamadas tintas inteligentes. "Hoje em dia há diversos tipos de tinta. Uma que é bastante utilizada e gera economia é a tinta lavável, pois ela permite que se faça limpeza nas paredes, sem a necessidade de pintar de novo quando elas estão sujas", explica Bottura. Mas o gerente alerta: "lavar não é jogar água, pois isso acaba com a tinta e a parede. Essa tinta permite limpeza, ou seja, passar um pano com água e sabão apenas".

Outra novidade é a tinta para ser aplicada no teto do banheiro. "O banheiro é um lugar onde o teto costuma ficar escuro. Recentemente foi lançada uma tinta que pode ser aplicada direto no mofo, sem que seja necessário fazer uma preparação anterior no teto. Ela também evita que o mofo se reinstale no local".

De acordo com Bottura, um erro comum faz com que as pessoas gastem com retrabalho: a aplicação da tinta em paredes com infiltração. "As pessoas chegam na loja procurando tintas para infiltração e isso não existe. Por mais que existam tintas com anti-mofo, elas são preventivas e não corretivas. Quando uma parede infiltrada é pintada sem uma preparação prévia, ela cria bolha em pouco tempo e a pessoa acaba tendo que fazer tudo outra vez", explica.

Tintas que permitem pintura direto no gesso também são novidade. "Elas ajudam muito na hora de fazer economia. Hoje grande parte dos apartamentos são entregues no gesso e até pouco tempo as pessoas precisavam fazer toda uma preparação na parede antes de aplicar a tinta. Agora existe um produto que é tinta de fundo e de acabamento em um só, ou seja, economiza tempo e dinheiro".

Cuidados
Nem sempre o que parece mais barato é o que garante economia. "As texturas costumam enganar muito o consumidor porque uma lata de 3,6 litros custa R$ 12, enquanto a lata de tinta com a mesma quantidade custa R$ 30. No entanto, é preciso três latas de textura para cobrir o mesmo espaço da tinta", alerta Bottura.

Outra situação bastante comum na hora de pintar é o desperdício: "As pessoas ficam com medo de que falte tinta e elas não consigam encontrar a mesma tonalidade e por isso compram em excesso. O ideal é tirar corretamente a metragem das paredes que serão pintadas, e comprar a quantidade certa. Cada produto tem um rendimento, mas na lata sempre está escrito quantos metros ela rende".

Dicas práticas
  • Muitas pessoas ou diluem demais a tinta ou resolvem aplicá-la sem diluir. As duas coisas estão erradas. O correto é seguir as orientações de preparo descritas na lata. Aplicar a tinta sem diluir fará com que ela fique muito grossa e rache em pouco tempo;
     
  • Pintar um ambiente na ordem correta economizará tempo e dinheiro. Comece pelo teto (1), paredes (2), portas (3), janelas (4) e finalmente pinte o rodapé (5);
     
  • Comprar as ferramentas corretas também é importante. Para tintas acrílicas ou PVA, o ideal é rolo de lã baixa (que espalha bem o produto). Para esmaltes, tinta óleo e verniz, o ideal é o rolo de espuma;
     
  • Se sobrou tinta, não precisa jogá-la fora. Tampe bem, de forma que não entre ar, em um lugar sem umidade ou calor excessivos, sempre em posição vertical e em lugares sem muita movimentação;
     
  • Muitas lojas possuem simuladores de ambiente que permitem fazer testes sem gastar dinheiro e evitam arrependimento em relação à cor usada. Experimente.


 
Referência: InfoMoney
Autor: Tabata Pitol Peres
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoConvidado para trabalhar em outra filial? Sorria, você está em alta na empresa
Carreira / EmpregoMuita exigência e pouca auto-estima? Veja motivo e resultado do comportamento!
Carreira / EmpregoOs cinco pontos do novo líder
Carreira / EmpregoGestão por competências: um novo desafio para as lideranças
Turismo / ViagensAprenda a economizar nas viagens em grupo
Finanças pessoaisAdequar-se aos preceitos da sustentabilidade é mais fácil e barato do que parece
Carreira / EmpregoCarreiras: afastamento para ter filhos deve ser encarado com naturalidade
Carreira / EmpregoProblemas pessoais: como não prejudicar o trabalho e preservar o emprego?
Carreira / EmpregoDesenvolvimento de líderes: uma visão de futuro
Carreira / EmpregoDesempenho e performance: sinônimos no dicionário, sentidos diferentes para RH