Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Finanças pessoais - Como reduzir as despesas mensais sem ser considerado um avarento? 

Data: 22/01/2009

 
 

Reduzir as despesas e economizar nem sempre são vistas como atitudes louváveis. Principalmente pelas pessoas que serão diretamente envolvidas com essas decisões, mas desconhecem as razões para essas alterações no orçamento familiar. Diante disso, a figura do chefe de família passa a ser vista com um adjetivo bastante incômodo: o "pão-duro". Mas o que fazer para mudar essa situação?

De acordo com o especialista em Educação Corporativa, Samuel Marques, a falta de ter um projeto comum, em família, cria a imagem de uma pessoa avarenta.

"A imagem do pão-duro aparece quando você não tem um projeto financeiro em família. É preciso ter diálogo, ou seja, expor suas intenções antes de reduzir os gastos. Se o objetivo é fazer uma viagem no fim do ano, com toda a família, exponha esse sonho para todos e mostre maneiras de economizar durante o ano, como apagar sempre a luz, quando não for mais utilizá-la."

Orçamento
Para a obtenção de uma redução no orçamento, a única alternativa é ter um controle permanente dos gastos.

Segundo o professor doutor em Administração da FEA-USP, José Roberto Ferreira Savoia, a pessoa precisa avaliar seus gastos, colocando desde as despesas menores até as mais elevadas. Ao agir dessa forma, a pessoa consegue verificar o que pode ser cortado ou reduzido do orçamento.

"Se a pessoa gasta tudo o que ela recebe, há algo errado, e o orçamento precisa ser revisto. Uma boa dica para equilibrar os gastos e ter uma renda extra é começar a eliminar as despesas fixas ou não ter despesas fixas elevadas".

Já Marques ressalta que, se a pessoa é solteira e mora sozinha, fica mais fácil economizar.

"A pessoa pode fazer um orçamento equilibrado, no qual seja possível economizar e se divertir. Por exemplo, destinar 70% da renda para as despesas do cotidiano, 20%, para a poupança ou outro tipo de investimento, e os 10% restantes, para gastar sem critério, ou seja, fazer com o dinheiro o que ele quiser e ser feliz".

Como economizar?
Savoia mostra que há maneiras de economizar sem deixar de se divertir, ou seja, sem ser uma pessoa avarenta e chata.

"Se você tem o costume de gastar muito em ligações para celular, tente reduzir. Afinal, é mais divertido falar com a pessoa ao vivo do que por telefone. Uma outra alternativa para a contenção de gastos é diminuir as refeições fora de casa. Tente comer mais em casa, assim você diminui suas despesas em restaurantes. As refeições fora de casa possuem um preço muito elevado", destaca o professor.

Marques alerta também para a economia que pode ser feita em casa, com atitudes simples do dia-a-dia.

"As contas de água, luz e gás podem ser reduzidas em até 30%, quando há um consumo consciente em toda a família. Com isso, o valor economizado poderia ser investido em outras coisas, como uma viagem ou passeios".



 
Referência: InfoMoney
Autor: Luana Cristina de Lima Magalhães
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Documentos PessoaisTira dúvidas sobre carteira de habilitação
Carreira / Emprego5 dicas para mudar o rumo de sua carreira
AposentadoriaPrevidência Privada : Até quando posso fazer a opção pela tabela regressiva dos planos/reservas anteriores a janeiro de 2005?
Carreira / EmpregoAté que ponto é possível separar vida pessoal e profissional?
MotivaçãoPequenas mudanças no ambiente de trabalho motivam a equipe
Cartão de créditoPerdeu o cartão ou foi roubado? Veja o que fazer para garantir sua segurança
Carreira / EmpregoSeja um líder completo
Carreira / EmpregoMuito tempo fora do mercado? Veja dicas para obter sucesso na recolocação
Carreira / EmpregoToque pode influenciar decisões, revela pesquisa
Investimentos / FundosConheça os 7 principais tipos de fundos - e a quem se destinam