Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Finanças pessoais - Faculdade dos filhos x aposentadoria: como planejar esses momentos? 

Data: 29/07/2010

 
 

A partir do momento em que o Brasil conquistou a estabilidade econômica, a população conseguiu fazer um planejamento financeiro de longo prazo, já que a inflação não impedia mais que se pensasse no futuro. Com isso, começaram a surgir questões polêmicas no orçamento, sendo que, entre elas, está a dúvida sobre como poupar para a aposentadoria e ainda conseguir arcar com o estudo dos filhos.

“Tanto um assunto quanto o outro são novidades para os brasileiros”, disse o educador financeiro Álvaro Modernell. “Pela cultura inflacionária, a prática de planejamento financeiro tinha sido abolida. Mas nos últimos 15 anos, as pessoas dos mais diversos níveis estão vendo a importância de planejar, para ter tranquilidade na vida, ou seja, menos sobressaltos, menos preocupação e mais felicidade”, destacou.

E quais desses aspectos priorizar na vida financeira: a faculdade dos filhos ou a aposentadoria? De acordo com Modernell, ambos devem ser considerados no planejamento financeiro, o que pode mudar de acordo com vários fatores, como a etapa de vida da pessoa e as condições do orçamento doméstico.

O que colocar na balança?
Nos Estados Unidos, um desses fatores considerados é o cenário econômico. Uma pesquisa feita pela empresa de produtos e serviços financeiros Country revelou que o número de norte-americanos que pensam que pagar a universidade dos filhos é um bom investimento caiu 16 pontos percentuais em 2010, frente a 2009, passando a 64% da população. O motivo para isso? O cenário de incertezas.

Desta forma, houve uma troca nas prioridades da população norte-americana. Ao contrário do ano passado, mais americanos disseram que a aposentadoria é mais importante do que a universidade dos filhos, com 43% e 41% das respostas, respectivamente. O grupo daqueles que apontaram a aposentadoria em primeiro lugar cresceu dois pontos percentuais, ante a queda de seis pontos percentuais no grupo dos que apontaram como prioridade a educação dos filhos.

No Brasil, a aposentadoria também deveria ser uma preocupação da população, ainda mais se pensarmos nas contas públicas. “É preciso conversar muito sobre o tema, para evitar situações constrangedoras e a diminuição da renda neste período. Sem o preparo, a aposentadoria deixa de ser motivo de comemoração, para se tornar uma séria dificuldade para o trabalhador”, disse o especialista em gestão financeira e instrutor da Dtcom, Samuel Marques.

Educação dos filhos x aposentadoria
Segundo Modernell, é difícil dizer o que é mais importante, entre a educação dos filhos e a aposentadoria. O que as pessoas devem fazer é guardar uma quantidade do salário mensal e destinar parte disso para essas despesas. "Um parâmetro razoável é guardar 10%, porque é factível. Quem tem mais disciplina consegue chegar a 20%, que seria o ideal. Se for menos de 10%, o resultado é muito pequeno e, acima de 20%, é muito difícil”, afirmou o educador financeiro.

Deste valor guardado, separe uma quantidade para a educação dos filhos e uma para a aposentadoria. “Quando um precisar de mais, destine mais dinheiro, mas o ideal é que nenhum deles seja zerado”, explicou Modernell.

Já Marques indica às pessoas que separem o dinheiro para a universidade e para a aposentadoria em aplicações distintas. "O dinheiro da previdência deve ser investido em contas de previdência privada. Para a faculdade dos filhos, existem também opções específicas nos bancos", destacou.

Ao utilizar produtos específicos, ele disse que o nome, a tributação, os prazos e os juros serão adequados ao motivo da poupança. Isso ajuda a poupar sem que um atrapalhe o outro. Além disso, Marques lembra que é possível que o custo da faculdade diminua o montante poupado para a previdência, mas que ele deve ser retomado assim que o curso acabar.

Dicas x disciplina
De qualquer forma, segundo o educador financeiro, não existe uma "receita de bolo" quando o assunto é planejamento financeiro, já que as regras para uma pessoa mais nova são diferentes daquelas destinadas às pessoas com mais idade, bem como para aquelas que moram em locais diferentes. "O indicado é que se pegue as dicas e reflita sobre a própria realidade", finalizou.

Marques ressalta ainda que poupar para o futuro exige muita disciplina, porque haverá a tentação de gastar com uma necessidade do presente. "É difícil deixar de fazer uma viagem ao exterior com os amigos tendo R$ 30 mil investidos no banco".



 
Referência: InfoMoney
Autor: Flávia Furlan Nunes
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoAuto-estima: Como você está?
Negócios / EmpreendedorismoVeja as consequências que as disfunções de uma equipe pode causar para a sua empresa
ImóveisMuito lazer encarece o valor do condomínio?
Ações / Bolsa de ValoresClubes de investimento são boa opção para quem quer ganhar dinheiro na Bolsa de Valores
Franquia / FranchisingCustos de abertura de franquia
Entrevista de empregoAlguns exemplos do que NÃO se deve perguntar numa entrevista de emprego
Finanças pessoaisBuscando independência? Desperdício pode ser o maior vilão do seu orçamento!
Modelos de documentosCarta de agradecimento para oportunidade de serviços prestados
Banco / Cheque / ContaCheques: veja os cuidados no uso do talão de cheques
Carreira / EmpregoNão gosta do emprego, mas não encontra outro? Confira dicas