Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Carro / Veículo - Carros: tabelas de preço devem ser usadas apenas como referência 

Data: 26/01/2012

 
 
Na hora de vender o carro, decidir quanto ele vale pode ser uma tarefa bem difícil, afinal, as tabelas de referência de preço – Fipe e Molicar – sempre apresentam um valor que costuma ser menor do que o consumidor tem em mente.

De acordo com a Agência AutoInforme, as tabelas de preços elaboradas por institutos de pesquisa servem, ou pelo menos deveriam servir, como referência ao consumidor e não podem ser usadas como uma camisa de força para as partes envolvidas na negociação.

Segundo a Agência, trata-se da média de preço encontrada naquela semana e não o preço real do automóvel.

Para chegar à média, a pesquisa detecta um ponto acima, outro ponto abaixo, divide, pondera quando for o caso, e divide por dois. De acordo com a Agência, o resultado é um número que não existe, por isso, o preço médio do carro em uma cotação de preços pode valer qualquer coisa, menos aquele valor.

Precificação
De acordo com a explicação feita pela Agência, se um carro teve queda de 5%, com certeza, o dono deste veículo não encontrará um carro que ficou 5% mais barato, mas provavelmente um que desvalorizou 3% e outro que teve queda de preço de 8%.

Além disso, se o veículo é bem equipado, certamente ele valerá mais do que o mesmo carro sem equipamentos. Tudo é levado em consideração: a aparência, a quilometragem rodada, o cuidado ou o descuido que o dono tem com o carro, a necessidade do vendedor, tudo isso influencia no preço final, até mesmo a questão da oferta e procura.

Caso o veículo seja raro, ele poderá valer pouco, se não há quem o queira comprar, e muito, se for encontrado o comprador.

A variação de preço é grande, dependendo do modelo. Um carro popular ou um carro com muita oferta no mercado certamente terá uma depreciação menor. Já um carro grande, importado de luxo ou um carro com pequena participação no mercado terá maior depreciação.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Fabiana Pimentel
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Negócios / EmpreendedorismoQuando a empresa se inicia - os segredos do sucesso
Carreira / EmpregoUma epidemia chamada estresse
Carreira / EmpregoVocê seria seu próprio cliente?
SegurosQuais os documentos necessários para a comprovação do sinistro? A seguradora pode exigir testemunhas?
Carreira / EmpregoO clima está tenso? Fale com seu chefe reservadamente e resolva o problema
Economizar / PouparArquiteta dá dicas para todos os bolsos de como adequar a casa para o inverno
Carro / VeículoQuer comprar veículo em feirão? Atenção para não ter prejuízo
FilhosMatrícula: Você já pensou na matrícula do seu filho para o ano novo?
Turismo / ViagensVai ao exterior? Veja atitudes que podem evitar que a viagem se torne um pesadelo
Ações / Bolsa de ValoresInvestimentos: alta no curto prazo não justifica venda de ação com bom potencial