Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Investimentos / Fundos - Boatos e dicas podem custar caro no mercado de ações, alertam especialistas 

Data: 11/10/2011

 
 
Ganhar muito dinheiro com uma "tacada certeira" é um dos grandes sonhos de boa parte dos investidores do mercado de ações. Por isso, muitas vezes é difícil resistir a algum boato ou alguma dica de um conhecido, que tem “certeza” de que aquele papel tem tudo para disparar.

Mas especialistas alertam que o risco de operar baseado em boatos ou dicas é muito alto. “Qualquer notícia que não seja fundamentada e checada previamente oferece grande risco para o investidor”, aponta o economista-chefe da corretora Souza Barros, Clodoir Vieira.

Em relação às dicas, Vieira aponta alguns problemas. Em primeiro lugar, existem aquelas dicas de conhecidos ou parentes, que não têm nenhum fundamento técnico e que podem levar o investidor a perder dinheiro. “A chance de ter prejuízo nesses casos é grande”, diz Vieira.

Informação privilegiada
Além disso, ele também lembra que informações de pessoas envolvidas com a companhia e que sabem de algum fato ainda não divulgado, como uma fusão ou aquisição de outra empresa, é crime conhecido como insider trading e pode ser investigado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

“Quem utiliza ou fornece informação privilegiada está sujeito a sofrer análise da CVM e pagar multa”, diz Vieira, lembrando que as regras para distribuição de informação sobre a empresa são bastante rígidas.

“Mesmo quando um analista descobre algo no balanço que passou despercebido dos outros profissionais, ele não pode passar a informação para uma única pessoa. É preciso informar todo o mercado através de um relatório”, diz o economista.

O operador de mesa da corretora TOV, Pedro Braz, reforça a opinião de Vieira. “Operar com base em informações internas é crime. Sem contar que é falta de ética se aproveitar desse tipo de informação para levar vantagem”, diz.

Filtro
Para o operador da TOV, se as dicas fossem boas a maioria das pessoas as usariam para proveito próprio e não repassariam a terceiros. “É importante que o investidor saiba cuidar do seu dinheiro. Muitas vezes, as dicas podem ser tendenciosas e a pessoa que dá aquela informação pode agir baseada nos próprios interesses”, ressalta.

O economista da Souza Barros concorda e, por este motivo, recomenda que as informações obtidas através dos fóruns de internet sejam sempre filtradas e verificadas, para evitar esse tipo de problema. “É preciso muito cuidado com as dicas encontradas na internet”, aponta Vieira.

Boatos
Os dois profissionais também recomendam que os investidores evitem operar baseados em boatos, pois não existe nenhum tipo de garantia de que aquela notícia realmente vá se concretizar.

“Nesse caso, é como se você estivesse participando de um jogo. É uma aposta, que pode dar errado”, finaliza Vieira.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Equipe InfoMoney
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoConsultor indica quatro formas de comunicação no ambiente de trabalho
Carreira / EmpregoDesenvolva sua inteligência moral
Cartão de créditoComo optar pelo cartão de crédito?
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Geral) »»» Livro I - Das Pessoas »»» Título II - Das Pessoas Jurídicas
Banco / Cheque / ContaChoque de interesses: na hora de pedir demissão, entenda postura do chefe
SegurosSeguro de carro: quais fatores determinam o valor das parcelas?
MotivaçãoIdentifique os principais fatores desmotivacionais no trabalho e saiba o que fazer
Defenda-seSegurado: Guia de Orientação e Defesa: SUSEP
Defenda-seSite falso: especialista em direito digital alerta empresas sobre o perigo
Carreira / EmpregoSaiba se é prejudicial aceitar um emprego pensando em sair pouco tempo depois