Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Investimentos / Fundos - Conheça 10 razões para começar a investir cedo 

Data: 06/03/2011

 
 

Você acha que ainda é muito jovem para se preocupar em investir seu dinheiro? Pois saiba que o quanto antes começar a pensar nisso, maiores são suas chances de garantir um futuro mais tranquilo, sem precisar dispor de valores muito altos todos os meses.

Para o especialista do MoneyFit, André Massaro, uma das maiores vantagens de começar a investir ainda jovem é usar a seu favor a força dos “juros sobre juros”, garantindo os rendimentos gerados pelo capital investido pelo maior tempo possível.

A nosso pedido, o Massaro listou 10 motivos para começar a investir ainda jovem. Confira:

1. Menor “sacrifício financeiro” para atingir seus objetivos
Imagine que você defina como meta ter “um milhão de reais” ao se aposentar e estipule sua idade de aposentadoria em 60 anos. Se você tem 40 anos, terá 20 anos para cumprir sua meta. Terá de poupar mais dinheiro, mas terá de ser menos agressivo em seus investimentos, pois o prazo menor não lhe permite o luxo de oscilar junto com os altos e baixos do mercado.

Se você começar com 20 anos, precisará economizar um valor menor por mês (e terá menos impacto em seu estilo de vida) e terá mais tempo para aproveitar a força da capitalização composta.

2. Aproveitar o poder da capitalização composta
O consultor lembra que a força dos “juros sobre juros” jamais deve ser subestimada. “Quem é devedor sabe bem disso”, diz. Quanto mais tempo o dinheiro fica investido, mais os rendimentos gerados por ele vão sendo incorporados ao capital, que, por sua vez, gera mais rendimentos, em um efeito “bola de neve”, só que para cima.

3. Possibilidade de simplesmente ter mais dinheiro
Segundo Massaro, quem tem uma meta definida precisa se sacrificar menos para atingi-la, mas quem começa cedo e opta por ser agressivo nas suas aplicações tem o benefício adicional de simplesmente poder ter mais dinheiro no futuro. "Com isso, o investidor pode vir a desfrutar de uma situação patrimonial invejável", aponta.

4. Possibilidade de aposentadoria precoce
Se quem começa aos 40 anos tem a possibilidade de se aposentar aos 60 anos, é possível começar com 20 anos e se aposentar com 40 anos? Muitos poderão argumentar: “mas um profissional de 40 anos ganha muito mais que um de 20!”

Mas, para Massaro, o importante não é o quanto se ganha, mas, sim, o quanto sobra. Um jovem de 20 anos, que ganha salário e mora com os pais, muitas vezes consegue guardar mais dinheiro que um executivo de 40 anos com excelente salário e muitas despesas. “As vezes é uma mera questão de planejamento”, diz o especialista.

5. Mais tempo para correções de rota
O mercado financeiro, a economia e nossas vidas profissionais têm o estranho hábito de ignorar nossos planos e seguirem seus próprios rumos. “A gestão financeira e patrimonial é, infelizmente, algo bastante reativo – nosso controle sobre as coisas é muito mais limitado do que gostaríamos”, diz Massaro.

Por isso, quanto mais tempo tivermos, mais poderemos reagir e readequar nossas ações às novas realidades que vão surgindo.

6. Diluir o “custo do aprendizado financeiro”
O profissional afirma que gerir as próprias finanças é mais uma arte do que uma ciência e lembra que a curva de aprendizado é cheia de percalços e armadilhas. “Muitas vezes, por desconhecimento ou inexperiência, tomamos decisões financeiras erradas e elas têm um preço”, diz.

Por isso, ele insiste que começar cedo coloca o tempo a nosso favor. “Assim, temos maior folga para aprender mais e nos recompor dos pequenos equívocos e deslizes que cometemos ao longo do caminho”, diz.

7. Agressividade sob medida
Investir em renda variável é fundamental para quem quer “turbinar” a rentabilidade de seus investimentos. E, tendo mais tempo, fica muito mais fácil suportar os “solavancos” do mercado de ações.

"Quem tem mais tempo pode ser mais agressivo (e consequentemente ganhar mais)", aponta.

8. Menos estresse e mais qualidade de vida
O especialista ressalta que aquele que começa a investir mais cedo terá mais dinheiro, e quem tem mais dinheiro vive melhor. “Esta afirmação pode parecer materialista e até um pouco cínica, mas, gostemos ou não, o mundo é assim”, diz Massaro.

“Mais dinheiro significa mais liberdade, mais possibilidades e mais oportunidades. Simples assim”, afirma.

9. Regularidade também é importante
Segundo Massaro, só começar cedo não adianta, é preciso também ser regular. “Guardar metade do seu primeiro salário na vida e depois só economizar dinheiro novamente aos 40 anos de idade não é uma estratégia muito inteligente”, diz ele.

Por isso, a dica é criar uma regra de guardar e investir, religiosamente, um percentual de sua renda mensal. “Faça disso um hábito para a vida”.

10. Dinheiro faz dinheiro
Massaro ressalta que quanto mais cedo você começar a investir, mais dinheiro terá, e quanto mais dinheiro tiver, mais dinheiro poderá conseguir.

O especialista lembra que ter dinheiro significa poder investir em sua carreira profissional ou em seu negócio, o que lhe trará ainda mais dinheiro e conforto. “A matéria-prima do dinheiro é o próprio dinheiro”, aponta.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Equipe InfoMoney
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
VendasFalando a vendedores sobre tipos de compradores
LeisCódigo Penal ? Parte Especial »»» Título XI - Disposições Finais
Modelos de documentosDo consumidor à empresa - Modelos de carta para reclamações: Reclamação de serviço mal realizado
Ações / Bolsa de ValoresComparação: Viver de Aluguéis X Ações
Ações / Bolsa de ValoresAnalise o custo de oportunidade do seu investimento em ações
ConsumidorVocê só pensa em ir às compras quando está estressado?
Análise técnica (ações)Oscilador de Chaikin
Ações / Bolsa de ValoresAnálise fundamentalista ou análise gráfica para investir em ações?
Análise técnica (ações)Combine as análises técnica e fundamentalista na hora de montar sua carteira
Carreira / EmpregoVida profissional: um bom líder pode não ser o profissional destaque!